O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Unknown Pleasures, 1979

 

41nn5xrv27l_aa240_.jpg

Concebido em Abril de 1979, Unknown Pleasures é o primeiro de quatro álbuns de originais dos Joy Division. Era diferente de tudo o que estava a ser feito na época, num país devastado pelo furacão musical que foi o punk. Recusaram-se a entrar na euforia extravagante e plural dos Sex Pistols e dos The Clash, e mostravam-se instrospectivos e sombrios. Agressivos, mas doces. Caóticos, mas deslumbrantes. A postura epiléptica e tresloucada de Ian Curtis fez o resto. Uma legião de fãs que encontrou conforto no preto e no cinzento até hoje. A capa de concepção minimalista de Unknown Pleasures é da responsabilidade de Peter Saville e é a imagem gráfica astronómica de 100 impulsos consecutivos emitidos por uma estrela à beira da morte. Agora, também pode ser vista assim.

DL

nunoromano

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: