O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Revival

 

ourillwills.jpg

Shout Out Louds, Our Ill Wills (2007)

Que as bandas da actualidade vão buscar sonoridades e tendências ao passado (num espaço de 20 anos, pelo menos) não é novidade e muito menos surpresa. Chamem-lhe referências, inspiração, o que quiserem. Mas desde o surgimento (e desaparecimento precoce) dos The Organ que se verificou um fenómeno novo. Bandas que assumem, vocal e instrumentalmente, a herança sonora de músicos que tiveram o apogeu há mais de uma década. Mas assumidamente e com boa qualidade. E por isso não lhes levamos a mal. Surpresa pode começar a ser a propagação desta “moda”. Bastam cinco segundos apenas para perceber que os Shout Out Louds se apoiam em Robert Smith e nos The Cure, como os The Organ se apoiaram em Morrissey e nos The Smiths. Mais uma vez, descaradamente, e mais uma vez, bem feito. Não sei o que vai aparecer a seguir, mas a verdade é que a porta deste filão revival está escancarada. A acompanhar.

nunoromano

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: