O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Voltar atrás e tocar o mesmo

Estive fora este fim-de-semana e, catástrofe das catástrofes, não levei comigo a música nova. Como medida de emergência recorri aos CDs antigos que andam pelo porta-luvas do carro. Saem de lá três maravilhas que chegaram e se instalaram como se não fosse possível ouvir outra coisa. Há momentos assim. Aqui ficam. Josh Rouse e Nashville dos singles perfeitos. Richard Swift e Walking Without Effort da música que se ouve como se fosse um livro. O delírio que foi a colaboração entre os Solbakken e os The Black Heart Procession em In The Fishtank 11.

rouse_nashville.jpg

Josh Rouse, Nashville (2005)

 

swift.jpg

Richard Swift, Walking Without Effort (2005)

 

1141102103.jpg

The Black Heart Procession & Solbakken, In the Fishtank11 (2004)

nunoromano

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: