O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Born Ruffians, Red Yellow And Blue

ruff.jpg

O disco do cowboy na capa é uma das surpresas mais agradáveis do mês. A originalidade é a marca principal dos Born Ruffians, que percorrem o caminho da inovação que os Vampire Weekend e The Fiery Furnaces têm seguido. A exploração dos limites é constante e a desobediência é (mesmo) a chave que abre as portas da criatividade. Há uma dose grande de talento nestes canadianos de Toronto, que começa a demonstrar que há vida musical no Canadá para lá de Montreal. Mais um disco de rock/pop/indie multi-instrumentalista que acerta em cheio no alvo. O charme dos Born Ruffians está no facto de não se levarem muito a sério e de haver uma aura muito juvenil à sua volta. Mas isso não torna este Red Yellow And Blue um disco menos relevante, antes pelo contrário. É ouvir para crer.

Nota de Sal: 8,5/10
Referências: Vampire Weekend, The Fiery Furnaces
Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: