O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Isto começa a ser ridículo

carnivalswing415.jpg

Não há volta a dar, a nova mina de ouro da publicidade em Portugal são os festivais de Verão. Agora que as marcas (vou passar ao lado dos nomes, são repetidos com insistência suficiente um pouco por todo o lado) perceberam o tipo de bandas que levam o público pagante aos festivais, aquele que paga as vezes suficientes os preços que forem pedidos pelas promotoras, preparamo-nos para um Verão único até hoje. E agora é anunciado que Leonard Cohen e Lou Reed vão estar em Lisboa no mesmo dia. Chega a ser ridículo.

As minhas escolhas caíram em Cat Power e Beirut e tenciono fugir dos festivais. Tenho pena por Bob Dylan, mas algo me diz que o que vai passar por cá é um sombra do homem que já foi e eu prezo muito da imagem mental que tenho do senhor para a alterar. Perdi Portishead por dias e vou tentar estar longe da Aula Magna no dia de The National, porque existe uma forte ameaça de o público subitamente esquecer que está a ver uma das melhores bandas da actualidade e os confundir com os Tokyo Hotel nos muitos acessos de euforia juvenial que se aguardam. Para além disso, aprendi à minha custa que é errado ver as bandas que gostamos fora do tempo certo.

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: