O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Robert Forster, The Evangelist

A lista dos grandes trovadores dos tempos modernos parece não ter fim. Há muito saído dos The Go-Betweens, Robert Forster construiu uma carreira calma e sólida que chega agora a The Evangelist. Este novo registo está repleto de uma simplicidade e beleza difíceis de explicar. Os arranjos não são extraordinários. As letras não são embasbacantes. O virtuosismo técnico ou a capacidade vocal não impressionam. O problema é o conjunto de todos estes elementos: tudo está tão organizado e no lugar certo que cada audição de The Evangelist soa sempre a “era mesmo isto que estava a precisar de ouvir”.

Mas atenção que há músicas realmente extraordinárias, que ficam no ouvido dias e dias. Em caso de dúvida, tentar If It Rains ou Demon Days. Não falha. Altamente recomendado.

Nota de Sal: 8,5/10

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: