O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Shearwater, Rook

Os Shearwater existem desde 2001 na forma de projecto lateral (na verdade, mais hobbie do que projecto) de Jonathan Meiburg. Desde que anunciou a saída dos Okkervil River tem-se dedicado de corpo e alma aos Shearwater e atirou tudo o que tinha para dentro deste Rook. Não se sabe até que ponto os temas que compõem Rook são propostas recusadas pelos Okkervil River, mas é certo que o falsete de Meiburg resulta de forma fantástica entre a toada ora grandiosa ora discreta do rock elegante dos Shearwater. Somos brindados com temas rock de estrutura clássica, bem instrumentados, à maneira dos Okkervil. Mas Rook é feito também de pedaços sonoros paisagísticos de forte tendência acústica. Um disco a descobrir a cada nova escuta.

Nota de Sal: 8,5 (e a subir)
Referências: Okkervil River, Bon Iver

Advertisements

1 Comment»

  NakedSelf wrote @

Foi o meu 1º contacto com estes senhores e acho que é dos melhores álbuns que ouvi este ano. Os temas estão muito bem estruturados, desenvolvem a sonoridade com mestria e de facto há sempre algo a descobrir em cada nova escuta.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: