O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Laura Veirs, Saltbreakers

laura-veirs-saltbreakers.jpg

Vou começar com um evidência. Laura Veirs é uma das novas meninas bonitas da indie folk americana. Dito isto, relembre-se também que é uma rapariga de percurso intocável desde o primeiro disco, de 1999, e que tem sido bem acompanhada (e que tem acompanhado bem) bandas de excepção como, por exemplo, os The Decemberists. Este Saltbreakers está a ser exaltado até ao limite e é possível que Laura termine o ano como uma das revelações principais de 2008. Haverá alguma justiça se tal acontecer, não fosse a propagação exagerada de músicos e bandas de catalogação semelhante, num género onde parece que pouco há ainda a mostrar. Mas o facto é que o indie folk e o alternative country são géneros de eleição de momento, uma espécie de resposta americana à frescura que tem vindo do Canadá nos últimos anos. Laura oferece aqui uma abordagem etérea e onírica à folk, dando origem ao termo faerie folk, criado por sua causa e que lhe parece assentar como uma luva. Saltbreakers possui também a vantagem de conter singles de grande qualidade como Don’t Loose Yourself (uma das grandes músicas do ano até ao momento), Ocean Night Song e Wandering Kind.

Nota de Sal: 7.5/10
Referências: Thao Nguyen, Au Revoir Simone
Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: