O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Foals, Antidotes

Os Foals são uma das promessas de 2008. O mundo cibernauta já tem força suficiente para lançar bandas e os Foals são um dos fenómenos musicais que se encontram nos tops de preferências. Havia alguma expectativa pelo disco de estreira, até porque os rapazes tinham como produtor Dave Sitek dos TV on the Radio, uma das mais respeitáveis bandas actualmente. Mas em vez de se submeterem à abordagem de Sitek (pelo que consta, usou e abusou da distorção e os Foals são apreciaram o resultado final. O disco acabou por ser produzido por Bob Weston dos Shellac, menos In, mas certamente menos dispensioso. O resultado é um disco “limpíssimo” em termos sonoros, fruto talvez da vontade de removerem todas a presença de ruído imposta por Sitek. E pessoalmente foi isso que mais me surpreendeu e aproximou dos Foals. Antidotes é um bom disco indie rock, bem imaginado e produzido, original na maneira como músicas rock simples são transformados em excelentes temas de pista de dança (ver o video de Cassius mais abaixo). E não esquecer a excelente manobra de marketing que, por si só, está a fazer uma excelente promoção de Antidotes.

Nota de Sal: 7/10
Referências: These New Puritans, The Whip

Advertisements

No comments yet»

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: