O Sal da Língua

Sons organizados de forma a exprimirem uma grande variedade de emoções.

Archive for Get Well Soon

Estado d’Alma #34

A solução d’O Sal da Língua para a crise.

Wake up, my dear, wake up
We found a new industry
Investments will pay off
The product’s the truth
People will pay for the answers
That we deliver
Why their neighbour’s lawn’s greener
And the world’s in a mess
Baby, we’re heading for profit
We’ll have no worries no more
We’ll be the first on the moon
And we’re reaching out for the stars
And we’ll be called the people of the year
(“That’s right!
Rides off into the sunset with your cash, your hard-earned money!”)
Now as we’re rich
And we own half of China
We’ll use our money
To change the world
Baby, we’ll reinvent monarchy
We will rule world
I will be king and you’ll be queen
Your crown fits so well that
We’ll be called the people of the year
(“That’s right!
And as a matter of fact you know we own you!”)
But when we’re alone
We are still the same
That we used to be
When we were young
And people won’t know
That we’ve tricked them all
And that we still hide the truth
Under our bed
In our castle.

People Magazine Front Cover, Get Well Soon

Advertisements

Take 16

On The Death Of The Waters: Shearwater
You / aurora / you / seaside: Get Well Soon
Hero Anthem: The Lionheart Brothers
Mi Viejo: Ratatat
People Magazine front cover: Get Well Soon
From: Dr. Dog
Hurricane Jane: Black Kids
Into the Galaxy: Midnight Juggernauts
50 Souls and A Discobowl: The Lionheart Brothers
White Winter Hymnal: Fleet Foxes
Hippy’s Son: Dirty Pretty Things
Napoleon on the Bellerophon: Beirut
Minas de Cobre (for better metal): Calexico
Not Nineteen Forever (Acoustic): The Courteeners

Conto de três discos

Três dos discos que estiveram em escuta nas duas últimas semanas tiveram recomendação especial. Em termos gerais, as expectativas eram altas, mas o maior destaque ia para o disco de estreia dos Fleet Foxes. Rest now, weary head! You will get well soon dos Get Well Soon estava também devidamente recomendado e Dizzy Kiss dos noruegueses The Lionheart Brothers tinha tudo para assumir a forma de segredo bem guardado.

Tais foram as audições em repeat destes três discos que teria de falar sobre os três ao mesmo tempo. Aqui vai.

8/10

Estão por todo o lado, nas rádios e revistas da especialidade. Descendentes directos dos Beach Boys e dos Beatles, são os freaks litorais dos tempos modernos, mesmo que o celebrado White winter hymnal seja sobre animaizinhos do Inverno. Excelentes em termos melódicos e no desempenho vocal, pecam em grande parte pela inconsistência de qualidade ao longo do disco. Este que é precisamente o ponto forte dos dois discos que se seguem:

8,5/10

O pop psicadélico dos anos 70 é também aqui recuperado por este grupo de noruegueses que contém membros da banda que tem acompanhado os Serena Maneesh nos últimos anos. A redenção recente de Brian Wilson com Smile veio recuperar sonoridades que há muito estavam longe da actualidade musical. Os The Lionheart Brothers recuperam a jovialidade e as canções solarengas que, no fundo, todos adoramos. Arrisca-se a ser o segredo guardado justamente revelado em 2008. Mas…

9/10

… 2008 conta também com esta pérola. Rest now, weary head! You will get well soon dos Get Well Soon é dos conjuntos de músicas mais viciantes dos últimos tempos por estes lados. A consistência musical é assustadora e cada tema é mais surpreendente do que o outro. A facilidade com que deambulam por entre géneros é incrível, mantendo sempre uma agradável tonalidade folk, mesmo nos temas mais improváveis. O disco contém ainda a versão de Born slippy que anda a passar na rádio, mas atenção que este disco vale muito mais do que a dita versão. Um mimo.